domingo, 23 de dezembro de 2007

Atualização

Hey brasileiros de plantão! :)

Hahahaha, só posso dizer que adorei ver os comentários, vááárias pessoas!
Ontem e hoje tem sido estranho principalmente por que meu fuso horário está bagunçado. Não era para estar tanto assim, pois só estou a 4h de diferença do Brasil (GMT -3) mas acho que o fato de o dia amanhecer às 8h e escurecer às 16h ajudou. Estou indo dormir às 2h da manhã, acordando às 5h, jogando FreeCell (sim, é triste mas é verdade!) até às 7h e depois durmo de novo. Acordo às 16h.
Na verdade não faz muita diferença dormir à noite ou de dia por que tudo é muito "escuro", o céu é cinzento e dá sempre aquele clima de "18h no inverno brasileiro". Único problema é que quase tudo fecha às 16h.
Hoje acordei 16:30 e vim ao centro para pegar um mapa no Centro de Informações Turísticas, porém já estava fechado. Ao lado estaria o Jazz Café, um café que segundo o guia que eu uso (Lonely Planet, excelente para qualquer país que você vá!) é uma boa para usar Wi-fi e ter um bom som, mas se eu li certo o que estava escrito na porta ele só abre às 21h (e fecha às 2h). Como agora são 18:30, escrevo agora de um Café, "Cafe Ister". Bebi um capuccino (excelente, por sinal!), conversei com meus pais pelo Skype (santo Skype!) e agora eu atualizo o blog.

Eu não preparei o post offline (que seria muito mais descritivo), mas tá valendo.

Esqueci de falar que na sexta-feira eu encontrei com o EB (Executive Board ou Diretoria) da AIESEC aqui.
Foram muito simpáticos, todos falam excelente inglês e se mostraram bastante preocupados com minha estadia. E mais, me convidaram para ajudar em algumas coisas aqui no gerenciamento, uma vez que eu também fui EB no Brasil - ser um AIESECo ajuda bastante, você pode se enturmar mais rápido e as coisas parecem que são mais naturais, você se sente mais em casa, "falamos a mesma língua". Se você não da AIESEC não tem problema, tenho certeza que teriam me tratado tão bem quanto, mas que é mais fácil, é.

Na sexta-feira à noite, já depois do post, eu fui passear pela cozinha dos dormitórios, que querendo ou não é um lugar social, como toda república, é a hora que as pessoas saem dos quartos hehe.. lá estavam dois italianos, um turco e um esloveno. Os italianos ficaram bem empolgados em falar espanhol comigo haha coitados... eu arranhei meu espanhol enferrujado mas falei que não era meu forte!
Vocês já ouviram falar de um programa chamado Erasmus? Bom, quem viu o filme "L'Auberge espagnole" deve conhecer. Estudantes de diversas partes da Europa fazem intercâmbio de estudo por um ou dois semestres em outros países. Eu não sei detalhes deste programa (é diferente do programa da AIESEC: primeiro por que o da AIESEC não faz intercâmbios acadêmicos e sim profissionais). O ponto é que eles me disseram que agora tem cerca de 20 intercambistas naquele dormitório pelo programa Erasmus, o que, segundo eles, é pouco. Em breve terá mais de 60 (lá para Fevereiro). Também me disseram que tem um português por aí e que é para eu ir lá conversar com ele, hahaha ..muito engraçado.

Fato curioso de ontem, sábado: fui preparar um macarrão na cozinha-zona e lá estava um turco comendo um treco estranho. Ele foi bem simpático, me ofereceu e eu aceitei. Ele tentou me explicar porém o inglês dele era bem precário e eu peguei a lata para ler o que dizia: folhas de oliveira enroladas com arroz. Sabe charuto, árabe? Ao invés de repolho, folhas de oliveira. E o recheio era arroz. Ele diz que é algo bem comum lá na Turquia e eu gostei e apesar de estar enlatado, me pareceu bem saudável.

Hoje, domingo, no caminho para o centro eu vi neve! Significa que nevou em apenas alguns lugares pois não tinha neve perto dos dormitórios onde moro e nem aqui no centro.

É complicado postar todos os dias uma vez que eu não tenho internet em casa. Porém, na sexta-feira mesmo, perguntei a alguns remanescentes no dormitório (remanescentes por que eles não vão embora para o Natal - principalmente o pessoal que mora na Rússia) como eles faziam para checar emails e me disseram que eles vão ao bar (tem um bar chamado Baracuda atrás do prédio em que eu moro) e lá tem wi-fi grátis. Ontem, sábado, eu fui lá mas infelizmente não estava funcionando.
Pequeno comentário sobre bares e pubs: se você tem aversão a cigarros, como eu, é desagradável ter que frequentá-los pois todos são sempre fechados (sistema de aquecimento) e sempre tem alguém fumando por perto e lugar fechado + fumaça de cigarros é algo asfixiante! Sem contar que sua roupa fica com AQUELE cheiro super agradável.

Eu ainda não conheci a realidade da AIESEC daqui, mas pelo que percebi eles trabalham e tentam fazer as coisas acontecerem, não muito diferente da AIESEC em Itajubá. Como não trabalharei na EMM nos próximos 2 meses (por questões de legalização, vistos, etc..) eu exercerei atividades na AIESEC (principalmente para não ficar parado em casa morrendo de tédio) e com certeza eu virei aqui escrever sobre. Aguardem.

Sobre o comentário do Rafael: Sim! O que eu relato aqui são apenas algumas coisas pois a cada virada de cabeça na rua eu tenho um insight diferente hahaha são turbilhões de coisas na cabeça a cada minuto, momentos de assimilação (natural!) e é simplesmente fantástico. E eu torço para que você (e todos) possam experimentar isso! A propósito, sobre o idioma, eu estou seriamente pensando em largar mão do inglês e voltar para o alemão! A maioria das pessoas entende, pelo menos, o alemão, melhor que inglês. Talvez pelo fato do país estar entrando na União Européia (de fato eles já estão na UE, mas tudo ainda está em trasição....) eles ainda estão se adaptando ao inglês - as pessoas entendem mais do que falam, mas é tranquilo, não é muito difícil achar alguém que fale inglês nas ruas.

Vou postar aqui duas fotos curiosas que tirei na sexta-feira, de duas estátuas no centro da cidade. São estátuas de bronze e tem várias espalhadas pela cidade. Uma chama-se "The Watcher" e a outra, "The photographer" (acho que eu não preciso falar qual que é qual, né? hehe).








Sobre a globalização

1 - Entrei no café e estava tocando "Under the Bridge" (Red Hot Chili Peppers) e saio agora com "What if God was one of Us" (Joan Osbourne);
2 - Fui comprar xampú e queria algo mais local, porém não encontrei: acabei comprando Garnier Fructis.;
3 - A marca mais comum de catchup é Hellmann's;

Pelo menos a globalização faz nos sentir em casa! haha

Tem mais... a maioria das coisas são escritas em eslovaco e tcheco (mesmo por que a separação não é historicamente antiga) quando não em mais idiomas.
Olhem só a lata de atum enlatado: 8 idiomas (e o principal em alemão!).



Até mais!

7 comentários:

Senhorita_ disse...

Nuss...As estátuas são o máximo, hein..Principalmente a The Watcher, muito criativa! Agora, pq sera que elas foram feitas? Soh pra enfeitar a cidade, ou tem alguma explicação (cultural, histórica??) a mais?

E a globalização é fato, num tem jeito, hein Dioi! Só não sei se isso é bom ou ruim, pois qdo quioser conhecer coisas locais (como vc falou) as vzs terá que se contentar com os conhecidos mesmo..rsrrs...Garnier Fructis...hiuahaiouha...:**

Bjim!

Senhorita_ disse...

Ahhh..Um aperguntinhaaa...Vc idsse que aí fica tudo escuro, acinzentado..Como eh a segurança por aí, não é perigoso ficar saracuteando pela cidade tarde naum? heheheh..Sei lá, se fosse no Rio, já elvis, neh? rsrrs...;)

CoMMaNDaNTe disse...

DiooooO!

Show de bola as fotos hein! E os relatos. Da pra gente se sentir ai na Eslovaquia soh lendo hehehe...

Abração!

Darla Boo... Fer disse...

Hey Dioi posso sentir o que vc semte quando a dia ser noite, la nos EUA era exatamente assim, tinha dia que era umas 5 da tarde eu já achava que era 9 e tal, ficava sempre perdida... Uhh que massa a neve, logo logo começa a temporada de skiar e patinarrrrrrrr. uhuhuhuhuuhu... beijos querido

Darla Boo... Fer disse...

Ahhh Dioi propósito, eu conheço o Eramus, me escrevi em um programa de mestrado na Europa e apliquei para bolsa pelo Erasmus, mas infelizmente não consegui. Alem de estágios rapidos assim de 2 meses, tem estagio mais longos e ate mesmo mestrado e doutorado atraves do Erasmus, abracossssssssss

Lucas disse...

Dioooo.. quero te lançar um desafiooo!

Revolucionar a "Cozinha-zona" de tal forma que seja possivel deixar uma peça de picanha lá por dois dias!

Eu, sinceramente, acho mais dificil do que aprender essa lingua estranha dai!

Samyra disse...

Tudo escuro?? Qualeh o indice de suicidio aii?? aheuaheaueau deve ser tudo lindoooo. Amei o "the watcher".
bjuuuuuuuuuu