sexta-feira, 16 de maio de 2008

Cosmopolita


Aí o cidadão me liga:

- Blablablablablabla ykiry bla! - em eslovaco.
Não, peraí. Isso não soa eslovaco.
- Tiry krý skvrt lkkt sävkl! - em eslovaco. Agora sim.
- Sorry, I don't speak Slovak! - Eu não falo eslovaco!
- Krý skvrt sävkl? Klaý kluhe vikyrí AIESEC bliv'r okubý jolí pobori tiririri lililililililililili parfum.
_ Are you going to deliver the perfume? - Você está indo entregar o perfume?
_ Okay, dobré!

Pronto, era o cara do perfume. Dobré? Como assim dobré (ok, em eslovaco), se eu não entendi nada?
Comprei um perfume pela internet, ótima oferta: entrega em domicílio em 1 dia, sem custo adicional. Como ninguém pára em casa, assim como fiz com todas as minhas outras correspondências, mandei enviar para a AIESEC (MC). Restava saber o que ele queria.

_ Michal! Save me! Crazy people calling me! - haha - Michal, me salva. Tem um louco me ligando.
Eis que o Michal, eslovaco que trabalha comigo, liga para o sujeito e após 3 min de conversa:

_ Hahahaha! Tri, ki, bli, kri! - tirando sarro numa insinuação nipo-eslovaca.
Eu com cara de interrogação.
_ What is going on? - Que sucede? - pergunto.
_ The guy is probably from Vietnam or China because he had strange slovak accent! - O rapaz é provavelmente vietnamita ou chinês pois tinha um sotaque eslovaco estranho!
_ Oh, that's why, then!
- retruco - That's why I couldn't understand his slovak! - Ah! Então é por isso que eu não consegui entender o eslovaco dele! - Em tom irônico.

Eu, brasileiro, comprando perfume norte-americano, numa loja online da Eslováquia, falando inglês e tentando entender um entregador vietnamita que fala eslovaco?

É muito pra minha cabeça...

Um comentário:

fersavalio disse...

E viva a globalização e o capitalismo....