domingo, 6 de janeiro de 2008

Primeiro choque cultural, eleição para MCP e dança da manivela

Sexta-feira (04/01)

Sexta-feira (04) era, a princípio, um dia sem muitas perspectivas. Eu não tinha nada programado e sabia que da AIESEC também não ia surgir alguma coisa pois (quase) todo mundo ainda estava fora por causa do feriado.

Inesperadamente, recebi uma SMS do Vaco e a mensagem dizia que era para eu, se quisesse, ir para a estação de trem, seria o ponto de encontro, e me juntar aos austríacos que chegariam às 12:37, viriam para andar à toa por um dia. A Dadá estaria lá também.

Foi um dia legal, os turistas eram eles e eu me juntei por que não tinha nada de mais interessante para fazer mesmo J

Como era hora do almoço, fomos ao “Slovak Pub” para comer algo. Este é um dos pubs mais famosos da cidade, com comida e bebidas típicas e mais. A decoração do lugar é muito legal. A comida também. Eu comi algo que eu nem ouso tentar escrever (lembrar, de fato) o nome. Eu não sei o nome gastronômico para isso, mas era farinha de trigo empelotada haha com um molho de queijo (forte) e bacon. Apesar de bom, não me satisfez.

O pessoal pediu uma sopa de entrada. Eu dormi no ponto, tenho que me acostumar com isso ainda: sopa é uma coisa muito comum de se comer antes do prato “principal”.

Disse a Dadá que esta sopa é bem eslovaca. É servida em uma cumbuca de pão, você vai raspando a cumbuca e comendo a sopa com o pão. Sem contar que dá para comer a tampa também. Veja aí na foto:


No sentido anti-horário, começando do rapaz de camisa listrada: David (Viena), Marco (Viena), Dadá (Bratislava), Aggie (Montana/EUA), Ava (Viena). Esta foto a seguir é de um boneco com vestimenta medieval, foi tirada na recepção do pub.

Depois do Slovak Pub fomos andar um pouco. O problema de quando se está -2⁰C é que você até sai de casa com vontade de andar e conhecer a cidade, etc.. , mas depois de 1h (no máximo!) você vai acabar entrando em algum lugar para comer ou beber alguma coisa. Na verdade você está é só procurando um lugar quentinho para ficar, mas como eu não sou tão cara de pau assim, acabo consumindo alguma coisa.

Fomos nos pontos típicos do centro, que são as fotos que eu já postei aqui. Nada de novo..

Paramos num café para esperar um pessoal de Košice que veio para a eleição do sábado. Eles chegaram, estavam com fome, então fomos a um lugar mais espaçoso e que tivesse comida “de verdade”.

Andamos, andamos, decidimos ir a uma pizzaria.

Foi aí que eu percebi meu primeiro choque cultural. No Brasil o garçom sempre vai até sua mesa quando você chega, é normal. Daí, geralmente, nós pedimos algo para beber e ficamos namorando o cardápio por alguns minutos e nem sempre todos pedem ao mesmo tempo. Eu mesmo fico “enrolando” para escolher o que vou comer, nem que seja para no final eu pedir “o mesmo de sempre”. Às vezes, metade das pessoas já começaram a comer e aí que eu vou pedir o meu. Ninguém olha torto haha.

Aqui é diferente: normalmente todos sentam, abrem os cardápios, escolhem o que vão comer e pedem todos juntos. Eu cheguei, dei a enrolada de sempre, abri o cardápio, fiquei lá folheando ele. De repente eu olho para a mesa e está todo mundo me olhando com cara de “só falta você!” hahaha. Eu falei: “Eu preciso pedir agora??”, e um deles me disse “Você não precisa, não é obrigado, pode continuar lendo e escolhendo, mas geralmente pedimos ao mesmo tempo.” E ele é da Áustria, nem da Eslováquia é. Deve ser uma coisa normal por essas bandas. O garçom fez uma cara de que não gostou muito não. Hahaha!

Ficamos algum tempo na pizzaria, comemos, conversamos. Já era 20h, fomos a um pub alí perto.

O pub se chama “Rock pub” (até que enfim!!!!!!!). A decoração é muito legal, eu diria “típica”: várias guitarras na parede e posters de bandas (AC/DC, Rammstein, Sepultura – aeee, banda brasileira!! e muitas outras). Eu não tirei muitas fotos, o pub estava bem cheio (de fumaça de cigarro também).

Não ficamos muito tempo neste pub, infelizmente. Tinha outro grupo de pessoas da AIESEC (Suiça e Eslováquia) em outro pub, ao lado, e o pessoal decidiu ir para lá. Já eram quase 22h e eu tinha que ir embora senão ia ter pegar os ônibus noturnos (passam de 1 em 1h). Ah! A música do lugar é legal, porém metade (ou mais!) do tempo que eu fiquei lá tocou a mesma música. O infeliz que controlava o som provavelmente deixou no repeat e não percebeu. Eu também não reclamei, estava conversando e de vez enquando eu percebia que ainda estava na mesma música. Paciência.


Sábado (05/01)

Acordei 11h e esperei direções da Dadá de como chegar ao lugar das eleições para MCP Eslováquia.

O lugar parecia um lugar alugado para reuniões, convenção de eventos, algo do tipo.

MCP (Member Committee President) é a sigla para o cargo de presidente da AIESEC em nível nacional, no caso, Eslováquia.

A eleição, de certa forma, seguiu os mesmos padrões de eleições da AIESEC: discurso de apresentação do candidato, rodada de perguntas, discurso de encerramento e votação.

Estavam presentes os votantes - os comitês locais (CL – comitê local ou LC – local committee) representados pelos seus presidentes (LCPs – local committee presidents), alguns membros de diretoria de alguns CLs, externos e trainee.

Só tinha um candidato, Lukas. Para ser eleito ele deveria ter 50% dos votos válidos a seu favor + 1. Dos 8 votantes, teve-se 6 votos válidos (2 votos contra e 4 a favor). Ele foi eleito J e como tradição, levou o banho d’água. Coitado, devia estar uns -4⁰C!

Para comemorar, pub! Todos, ou quase todos, foram a um pub alí perto, bem grande, por sinal.

Este evento foi interessante pois tive oportunidade de conhecer o pessoal do MC (MCP, VPX, VPTM, VPF, etc..) e LCPs das outras AIESECs.

Uma das conversas mais impressionantes foi com a Katka. Ela foi VPER em 2006 da AIESEC CU e agora trabalha no time nacional. Conversa vai, conversa vem, não tem jeito, a gente sempre acaba falando do carnaval. Acho que esta foi a pessoa que mais sabia sobre Brasil. Falou de “Axé da Bahia”, “Dança da manivela” e “dança do vampiro”! HAHAHAHA! Eu ri demais!!!!! Recebi, dela, até um convite para ser FACI (facilitador) de uma conferência local (foco em treinamento) para pessoas que estão indo fazer intercâmbio. Aee! J

Mais novidades em breve..

4 comentários:

Nandosk disse...

Opa, tambem estou da Eslovaquia sim, ja moro aqui faz 3 anos. Estou em Presov, cidade vizinha de Kosice e a 3a maior cidade da Eslovaquia (+ ou - 30mill habitantes LOL).
A comida que voce mencionou no seu artigo eh o prato nacional da Eslovaquia, Brindzova Halusky.Eh bom tomar um leite azevedo que eh servido junto. Eh meio estranho no comeco mas voce se acostuma.

Bárbara disse...

ola!!
vi no teu msn o link pro blog e vim te visitar :)
tu ta morando em Bratislava entao? :) legal!
eu to em Praga, no MC da Republica Tcheca... temos que nos encontrar aqui no leste europeu ;)

mto engracado ler teus posts e ver tantas coisas parecidas com as que eu vivi aqui no inicio... hehehe... se quiser dicas, eh soh falar ;)

Luiz Carvalho (@IJ) disse...

Oi, Diogénes, td bem? Nossa, quanta coisa pra ler, que divertido!! Pelo jeito está gostando daí, hein! Aqui, tudo certo, hoje foi a recepção do marcos, da holanda. Bom, continurei acessando seu blog, viu, mesmo sem deixar msg, só estou deixando essa pra saber que eu tô lendo daqui, ok? Abraços, t+

Darla Boo disse...

O dioi me fala uma coisa, o que é "Dança da Manivela", hahaha... Nunca ouvi falar disso. abraços