segunda-feira, 4 de agosto de 2008

E o verão na Europa?




Olha, se tem uma coisa que eu não me acostumei ainda é com a euforia do europeus pelo verão.

É mais do que entendível que se eles só se têm este sol e um calor de 35ºC por apenas 3 meses num ano: é claro que eles vão aproveitar demais. Mas, mesmo assim, eu não dou conta não.

É festa em tudo quanto é canto, sãs as praças do centro sempre fervendo de turistas, as dezenas de festivais de diversos tipos (jazz, rock, música clássica), prais artificais, piscinas públicas, pistas de patins, bicicletas, passeio com o cachorro, pequinique no parque, vôlei de praia (nas margens dos rios), enfim, tudo que é móvel e legal sai para as ruas.

E seus amigos também. E é neste ponto que a coisa pega: sair.

Final de semana para mim é para descansar e fazer uma atividade light: ir ao cinema, visitar um shopping, comer aquela comida (e depois dar uma dormida preguiçosa sem preocupação), caminhar despreocupado. Mas aqui não: se o sol estiver lá fora, pode esperar, seu domingo preguiçoso pode virar um inferno de 100 atividades sem nenhum tempo para respirar.

É claro que isto varia de pessoa para pessoa mas em geral, se o sol estiver raiando lá fora e você estiver dentro de casa, é como se estivesse em uma prisão.

E eu também não me acostumei com ir a piscinas públicas ou lago e ficar lá fritando, por 3h, exposto ao sol. CREDO!

Um comentário:

cesoeiro disse...

Morei durante um ano na Inglaterra. No começo eu morria de rir ao ver o povo todo de roupa sentando na praia quando o sol aparecia. Depois do 1o inverno, passei a ser mais uma entre o povão de roupa da praia.