terça-feira, 8 de julho de 2008

Paris

Post atrasado, descrevendo a viagem para Paris ocorrida entre 21 e 23 de Junho de 2008.

Para Paris vale o mesmo que valeu para o post de Londres, mesmo por que foi a mesma viagem.

Resumo da ópera: eu, osdoisnaeuropa e o irmão da Paula (que estava dando uma passada pela França, à trabalho) reviramos o que tinha de revirar em Paris, em 3 noites e dois dias, hospedados num hotel da rede ETAP ("Paris La Villette", recomendo: básico, 50 euros a diária, 1 cama de casal e 1 de solteiro - porém só podem duas pessoas por quarto - e possui uma estação de metrô há não mais de 200m).

Paris tem mais fotos que Londres, por que, você vai me respeitar, aquela cidade foi projetada para ser turística.
Tudo é grande, (quase) tudo é limpo. Generalização à parte, são vários os "tudo".

Chegamos em Paris num sábado à tarde e coincidentemente a cidade estava no período do Festival da Música (cantores, bandas, músicos em geral ocupavam cada canto da cidade. Até dentro do metrô tinha músico!).

Não sei se foi por isso ou por quê, mas Paris deu a impressão de ser mais caliente que Londres, e eu acho que não foi só impressão, por que:

1 - Em Londres existem adesivos pregados nos trens (de transporte público) pedindo para que "se converse (bem) baixo no celular para não atrapalhar o sossego dos passageiros";
2 - Francês é de origem latina;
3 - Paris é um pouquinho mais suja que Londres;

Chegamos e fomos direto ao Arco do Triunfo; em seguida, passando pela Avenida Champs-Élysées (a cute-cute avenida das lojas chiques com produtos mais chiques ainda), Grande e Pequeno Palácios e a Praça de "la Concorde", fomos parar na Catedral de Notre-Dame.
O final da tarde de sábado foi Mc Donald's no Jardim de Luxembourg e o anoitecer foi na Torre Eiffel.

O domingo foi passado basicamente dentro do Museu do Louvre. Sim, um dia inteiro dentro de um Museu e digo mais, um dia INTEIRO só passando "pra ver" o que se tinha!
Vi o sorriso-besta da Monalisa, muitos quadros, esculturas e várias coisas bizarras de arte moderna. O Pierrot estava lá também.
Neste dia, à noite, o pessoal já estava cansado mas eu ainda fui, sozinho, para a Basílica de Sacré-Cœur (mesmo sabendo que íamos fazer isto no dia seguinte) e depois dei uma descansada no Champs der Mars (o lugar onde está a Torre Eiffel).

Na segunda-feira empacotamos nossas coisas, deixamos no hotel, fizemos check-out e rumamos para a escalada à Torre Eiffel.

Paguei algo em torno de 7 euros para subir de escadas (sobe-se de escadas até o segundo "piso" e depois, para atingir o pico, somente por elevadores).
A visão de Paris pelo pico da Torre é INCRÍVEL.

De lá fomos para a Basílica de Sacré-Cœur, que tem uma arquitetura Romano-Bizantina MUITO diferente das toneladas de igrejas góticas da Europa.

Já tinha dado a hora de irmos embora, então fomos para a estação de trem e mesmo estando lá quase 2h de antecedência, fizemos o check-in no guichê da Eurostar faltando apenas 10 minutos para embarque, e, como eu estava igual um desenbestado, sai correndo para não perder o trem e acabei deixando osdoisnaeuropa para trás. Eles perderam o trem e acabaram chegando 1h depois.

No mais, aproveitem as fotos :)

Ahoj.



2 comentários:

Anônimo disse...

Aiii simmmmmm Dioi que eu adorei as fotos de Paris, beijos
Darla

Eduardo Munhoz de Rezende disse...

Nem quero ver os filmes dos trens para não passar mais raiva.. Hehhee..
Os trens indianos como diria o pessoal que já passou por aqui, são uma coisa ÚNICA!!
Espero que esteja tudo bem contigo Dioo!!
Se cuida..

[ ]s