quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Placebo em Budapeste



Em 2005 eu matei uma prova na faculdade, peguei o busão da madrugada e rumei para São Paulo.
Cheguei por volta das 8h, passei para deixar minha mochila na casa da Camila e logo após o almoço eu fui para o Credicard Hall. Achei que seria cedo demais, cheguei no lugar era 16h e o show só começaria às 21h, mas mesmo assim a fila já dava voltas. Conheci duas meninas que estavam na minha frente, a Nath e a Thais. Foi uma amizade espontânea - o fato de você gostar da mesma banda porra loca faz com que as personalidades sejam mais parecidas. Eu acho.

Só sei que naquele dia eu ia ver Placebo, live, loud and clear. Peguei grade, fui amassado, chorei (calma) sem querer pois o VAPOR de suor entrou no meu olho. Era uma muvuca SEM PRECEDENTES.

Os pais da Nath me deram carona até algum lugar perto do cemitério da Lapa e de lá eu peguei um taxi. Nunca mais as vi, mas volta e meia trocamos recados no orkut/twitter.

Quatro anos se passaram, pensei que esta febre ia passar também mas NÃO. Placebo está de album novo e vai tocar bem aqui em Budapeste.Vai ser no festival Sziget, e eu vou de novo...

3 comentários:

Glau Nott disse...

sabe uma coisa q eu n entendo? pq brasileiro tem q ficar 2 3 dias numa fila por causa de show? aki n tem isso.. n tem necessidade gente, se fosse todo mundo no mesmo horario ia ser mais justo.

Cecamt disse...

Oi, achei teu blog pelo de Glau, dei uma lida basica nele :D
tbm ja fui pra um show de placebo la em Recife uns anos atras :D
gostei do show mas dizem q eles sao meio chatinhos fora do palco,neh? sera?
abracos.

hellison disse...

Fi, seu chorão